Blog de Viagens de eDreams icon
Blog de Viagens de eDreams
  •   2 min. de leitura

Devido aos conflitos dos últimos meses que tiveram lugar na Ucrânia, e especialmente na Crimeia, é conveniente saber que tipo de medidas de segurança recomendam os organismo oficiais a todos os que queiram ou necessitem viajar a esta zona.

espaço aéreo ucraniano

Um dos principais aspectos a ter em conta é que depois do acidente do voo MH17 da Malaysia Airlines, foi fechado o espaço aéreo no Leste da Ucrânia, o que significa que não se pode chegar em avião às regiões de Donetsk e Lugansk. Algumas companhias como a Air France,  Turkish AirlinesKLM, Lufthansa, AeroflotTransaerot e todas as companhias norte-americanas tomaram medidas mais restritivas e já anunciaram que não vão sobrevoar nenhuma zona do espaço aéreo ucraniano. Outras companhias, como a Vueling, vão manter as suas rotas para a Rússia e Kiev, mas evitando a área restrita aos voos de passageiros.

Pelo seu lado, algumas companhias aéreas asiáticas como a Korean Air, a Asiana, a australiana Quantas e a China Airlines decidiram não sobrevoar a Ucrânia há já vários meses, quando as tropas russas invadiram a Crimea.

A legislação ucraniana indica atualmente que os cidadãos estrangeiros que desejem entrar  nos territórios da Crimeia, deverão ter uma autorização especial. Devido à situação atual, o Ministério dos Assuntos Exteriores e da Cooperação Espanhol recomenda que se evite qualquer viagem à República Autónoma da Crimeia. Do mesmo modo, devem evitar-se as zonas do Leste e Sul do país, onde ainda há conflictos. As pessoas que já estejam nessa zona devem ficar apenas o tempo estritamente necessário.

Zonas seguras

Em princípio podem ser consideradas seguras as regiões de Kiev, o centro e o Oeste do país onde, em princípio, não há conflitos. No entanto, o ambiente tenso que se vive no país poderá estender-se a outros pontos da Ucrânia, principalmente à capital.

footer logo
Feito com para ti