Blog de Viagens de eDreams icon
Blog de Viagens de eDreams
  •   6 min. de leitura

Esquiar é um desporto caro, e é certo que umas férias dedicadas inteiramente ao ski não são para todos os bolsos. Somos conscientes deste “pequeno detalhe”, pelo que decidimos investigar quais as melhores e mais populares regiões da Europa para praticar desportos de inverno (Áustria, França e Itália), e quais os destinos mais baratos no que diz respeito aos preços das entradas nas estações de ski, aluguer de equipamento específico e preços das refeições.

Se está a pensar passar umas férias na neve e na montanha, aqui vos apresentamos as sugestões do Telegraph sobre as pistas de ski da Europa mais convenientes para esta temporada.

FRANÇA

esquiar nos Alpes
Fonte: Les Deux Alpes/pinterest.com

Les Carroz (1120 mt)

Esta é a localidade de ski mais famosa da Bretanha e Flaine é a zona mais interessante para esquiar. O ambiente é escontraído, a vila está rodeada por uma atmosfera autenticamente francesa e dispõe de supermercados e restaurantes informais e despretensiosos. É uma zona de grande beleza, com uma espécie de varanda natural com vista para as montanhas circundantes e perfeita para chegar à área de ski de Grand Massif. Em caso de mau tempo, pode esquiar na floresta. E se há algum dia com sol, aproveite para explorar as pistas abertas de Flaine, que alcançam os 2480 metros.

  • Passe de Ski (6 dias): cerca de 225 €
  • Aluguer de Equipamento (6 dias): cerca de 120 €
  • Alimentação e bebidas (6 dias): cerca de 160 €
  • Total (6 dias): 505 €

Les Deux Alpes (1650 mt)

Na França, em geral, quanto maior a altitude, mais altos são também os preços! Por isso, há que prestar especial atenção à zona de Les Deux Alpes, que é realmente notável: localizada entre 2300 e 3400 metros de altitude, esta zona possui uma neve excelente e uma localização agradável e ensolarada. A grande e movimentada cidade localizado na parte inferior da pista oferece uma grande infinidade de opções de alojamento (hotéis, apartamentos, chalés) a baixo custo. O seu carácter “festivo” também contribui para a sua popularidade pelo que as filas para chegar às pistas de ski durante a temporada alta podem ser um problema.

  • Passe de Ski (6 dias): cerca de 225 €
  • Aluguer de Equipamento (6 dias): cerca de 125 €
  • Alimentação e bebidas (6 dias): cerca de 160 €
  • Total (6 dias): 510 €

Serre Chevalier (1200 – 1500 mt)

A Serre Chevalier está separada da Les Deux Alpes por apenas um pequeno trajeto em carro. Mas quando aqui chegas sentes que entraste num outro mundo: entraste no Sul da França, com as suas antigas e pequenas aldeias provençais pegadas à estrada (infelizmente, começam a aparecer também grandes e feios edifícios modernos, resultado de um projectos imobiliários demasiado agressivos). Briançon é uma linda cidade fortificada com um bairro antigo interessante. A pista está localizada sobre uma longa cadeia de montanhas, com vista para aldeias de grande beleza, combinando espaços abertose floresta. O sistema de cadeiras não é o mais moderno, mas está em processo de melhoria.

  • Passe de Ski (6 dias): cerca de 225 €
  • Aluguer de Equipamento (6 dias): cerca de 120 €
  • Alimentação e bebidas (6 dias):  cerca de 155 €
  • Total (6 dias): 500 €

ÁUSTRIA:

destinos low cost para ski
Fonte: stephenk1977 via flickr

Ellmau (800 mt)

A maior área austríaca para esquiar é o Ski Welt, que se estende entre Soll, Hopfgarten, Brixen, Ellmau (além de outras aldeias menores). Todos estes resorts oferecem preços que podem ser considerados baixos tendo em conta os padrões atuais, em particular Ellmau que combina a beleza da aldeia tradicional com a comodidade de acesso às pistas. Além das vibrantes pistas pretas na parte superior do Hohe Salve Soll (1.830 metros, o ponto mais alto nesta área), o Ski Welt oferece uma grande área com encostas arborizadas, agradável e fácil de explorar. Os elevadores são eficientes. Tenha apenas em conta que na colina a maioria dos passeios são curtos.

  • Passe de Ski (6 dias): cerca de 225 €
  • Aluguer de Equipamento (6 dias): cerca de 78 €
  • Alimentação e bebidas (6 dias):   cerca de 130 €
  • Total (6 dias): 433 €

Mayrhofen (630 mt)

À primeira vista, Mayrhofen não pareceria um destino óbvio para ser um resort de ski, tendo em conta que está localizado num vale plano, sem nenhuma pista na área circundante… No entanto, no topo da íngreme área arborizada de Zillertal (com uma altitude que varia entre 1750m e 2500m), pode encontrar algo para todos os gostos. Mayrhofen é uma aldeia com condições para atender às necessidades de uma ampla gama de esquiadores, incluindo para aqueles que gostam de tomar um par de cervejas no final do dia. Também pode encontrar um antigo hotel. É o destino perfeito para uma escapada de 2 ou 3 dias. Aproveite para ir em autocarro ou em carro até ao glaciar Hintertux ou desça para explorar o vale de Zell e outros locais nesta zona. Não se esqueça que aqui se realiza em Março o mítico festival Snowbombing.

  • Passe de Ski (6 dias): cerca de 225 €
  • Aluguer de Equipamento (6 dias): cerca de 100 €
  • Alimentação e bebidas (6 dias):   cerca de 135 €
  • Total (6 dias): 460 €
destinos mais baratos para esquiar
Mayrhofen

Saalbach Hinterglemm (100 mt)

Saalbach e a vizinha cidade de Hinterglemm não são propriamente destinos de baixo custo (os seus múltiplos e confortáveis hotéis de quatro estrelas fazem com que este seja possivelmente um dos lugares mais caros incluídos nesta lista). Mas a área tem a grande vantagem de possuir um sistema de elevador fantástico, rápido e moderno. As pistas estão localizadas entre um longo vale ligeiramente arborizado. O lado norte oferece mais sol e o lado sul, o Schattberg (2.095 m), oferece encostas íngremes e com sombra. Ambas as aldeias têm um estilo tradicional e Saalbach, em particular, tem uma oferta variada de atividades que mantém os esquiadores ocupados inclusivamente durante a noite.

  • Passe de Ski (6 dias): cerca de 238 €
  • Aluguer de Equipamento (6 dias): cerca de 130 €
  • Alimentação e bebidas (6 dias):   cerca de 130 €
  • Total (6 dias): 498 €

Schladming (745 mt)

Schladming é a estância de ski mais importante no leste da Áustria. Tem algo em comum com Kitzbühel (é uma cidade localizada num vale, com um coração medieval e uma longa história de competições de ski), mas falta-lhe o glamour e o charme de sua famosa rival. É uma cidade tradicional, agradável sem ser surpreendentemente encantadora. A poucos metros do centro pedonal do resort encontra-se a estação ultra-moderna de saída para a montanha local, Planai. Aqui poderá encontrar conexões com outra montanha a leste, e com duas outras pistas a oeste. Toda a zona é muito arborizada, com uma altura que supera os 2015m, e oferece pistas principalmente para nível intermédio.

  • Passe de Ski (6 dias): cerca de 238 €
  • Aluguer de Equipamento (6 dias): cerca de 96 €
  • Alimentação e bebidas (6 dias):   cerca de 136 €
  • Total (6 dias): 470 €

ITÁLIA:

destinos low cost para fazer ski
Cervinia

Cervinia (2050 mt)

Localizado na fronteira da bela, mas extremamente cara Zermatt, Cervinia é diferente da sua vizinha suíça em quase tudo, exceto no que diz respeito à altitude. O resort não é demasiado bonito e as pistas são menos competitivas do que aquelas que a estância suíça tem para oferecer, mas com uma altura de mais de 3480m, a neve é fantástica. Mas não fique com a ideia de que se trata de uma imitação barata de Zermatt, porque os preços não são muito mais baixos. Em qualquer caso vale a pena passar aqui um fim-de-semana e não deixe de visitar a parte suiça pelo menos durante um dia.

  • Passe de Ski (6 dias): cerca de 214 € (solo per Cervinia)
  • Aluguer de Equipamento (6 dias): cerca de 130 €
  • Alimentação e bebidas (6 dias):   cerca de 142 €
  • Total (6 dias): 486 €

Livigno (1815 mt)

Escondido num vale remoto e bastante inacessível, perto da fronteira com a Suíça, Livigno goza do estatuto de isenção de impostos, o que pode ajudar a explicar os seus baixos preços. É uma aldeia agradavelmente tradicional, com um centri pedonal, que se estende ao longo de uma estrada no sopé das montanhas. Não está propriamente na zona dos Alpes onde mais neva,  mas a altitude ajuda na frente de neve (o ponto mais alto está a 2800m aproximadamente) e as pistas, servidas por um sistema de teleférico impressionante e moderno, são quase completamente abertas e o nível de dificuldade é fácil/intermédio.

  • Passe de Ski (6 dias): cerca de 225 €
  • Aluguer de Equipamento (6 dias): cerca de 80 €
  • Alimentação e bebidas (6 dias):   cerca de 136 €
  • Total (6 dias): 441 €
os destinos mais baratos para esquiar
Livigno

Monterosa Ski (1600 mt)

O Monte Rosa é uma geleira enorme que tem o seu ponto mais alto na Suíça, perto de Zermatt. É uma área de ski que se estende ao longo de três vales, tão grande como a famosa Trois Vallées francesa em termos de tamanho. Algumas das principais atrações estão fora da pista (inclusivamente há alguns pontos que apenas são acessíveis por helicóptero). Possui enormes pistas de comprimento intermédio e outra pista preta realmente desafiador a para esquiadores experientes. Aqui a natureza é preservada e a atmosfera relaxada. Pode esquiar tanto no vale ocidental de Champoluc. Gressoney também possui uma base sólida no meio. Deve evitar Alagna se o mau tempo fecha a parte superior, porque terá pouco espaço para esquiar.

  • Passe de Ski (6 dias): cerca de 214 €
  • Aluguer de Equipamento (6 dias): cerca de 112 €
  • Alimentação e bebidas (6 dias):   cerca de 118 €
  • Total (6 dias): 444€

One response to “Os melhores destinos low cost para esquiar na Europa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

footer logo
Feito com para ti